O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força. Eclesiastes 9:10, NVI


Era grande a expectativa no estádio do Maracanã, em 19 de novembro de 1969. Centenas de fotógrafos e cinegrafistas se aglomeravam atrás do gol no qual Pelé bateria um pênalti. Conforme se esperava, a bola balançou as redes, e ele marcou seu milésimo gol em jogos oficiais. Aposentado do futebol profissional desde 1977, em 13 de janeiro de 2014 Pelé recebeu sob muito aplauso a Bola de Ouro da FIFA. Por que essa honra 36 anos depois de sua aposentadoria? Simplesmente por tudo que ele fez nos campos onde jogou, tornando-se o “rei do futebol”, e fora dos estádios, como “embaixador global do futebol”.

Edson Arantes do Nascimento, popularmente conhecido como Pelé, nasceu em Três Corações, Minas Gerais. Criado na pobreza, trabalhava como garçom em uma loja de chá em Bauru, no estado de São Paulo. Sem dinheiro para comprar uma bola de futebol, jogou muitas vezes com uma meia cheia de jornal amarrada com barbante. Ainda garoto, suas habilidades chamavam a atenção daqueles que o viam jogar. Em 1956, entrou no Santos Futebol Clube, onde começou sua carreira profissional bem-sucedida.

Pelé se aposentou com 1.281 gols em 1.363 partidas. É o único jogador que venceu três Copas do Mundo. Sir Bobby Charlton declarou: “Às vezes, sinto que o futebol foi inventado para esse jogador mágico.” Tostão disse: “Pelé foi o melhor. Ele era simplesmente impecável. E fora do campo, sempre estava sorrindo, pra cima. Ninguém nunca o via de mau humor. Ele ama ser o Pelé.” Aliás, Pelé estabeleceu o padrão que todos os melhores jogadores posteriores usariam para se espelhar.

Qual o segredo para uma carreira de sucesso? Pessoas diferentes respondem a essa pergunta de maneira diferente. Porém, uma boa receita para o sucesso deve incluir pelo menos quatro ingredientes básicos: habilidade, dedicação, oportunidades e relacionamentos. Uma mistura adequada desses quatro elementos pode fazer toda a diferença!

Pelé e muitos outros jogadores deram seu melhor ao jogar e promover o futebol ao redor do mundo. Você e eu devemos demonstrar a mesma paixão e determinação pela causa de Deus. Como você avaliaria seu compromisso com Ele? Aqueles que estão lutando por uma “coroa incorruptível” não deveriam se comprometer menos do que aqueles que buscam uma coroa corruptível (1Co 9:25).