Ver-a-Boia apresenta novos sabores da culinária paraense e vira atração no feriado

O Festival de Comida Popular “Ver-a-Boia” foi criado há três anos para divulgar a qualidade das iguarias e atrair mais consumidores ao mercado do Ver-o-Peso.

O estreante no festival foi o boieiro Edson Rodrigues, que cresceu no Ver-o-Peso acompanhando a mãe.

O Festival de Comida Popular “Ver-a-Boia” foi criado há três anos para divulgar a qualidade das iguarias e atrair mais consumidores ao mercado do Ver-o-Peso. A receita deu certo. No feriado de 1º de maio, o festival foi grande atração no espaço, com milhares de pessoas concentradas na orla da maior feira livre da América Latina. O grupo musical regional “Aracuã” animou o evento com apresentação de danças folclóricas como carimbó e xote.

O cardápio diferenciado, mas baseado em produtos conhecidos na região como o camarão, caranguejos e pescados variados, despertou a atenção e o apetite de quem já conhece o local e sabe da qualidade dos alimentos. O secretário municipal de Economia (Secon), Mário Freitas, disse que o setor alimentício do Ver-o-Peso tem faturamento estimado em R$ 300 mil por mês e que o festival ajuda na subida desse montante. O festival também explica porque Belém recebeu o título de cidade criativa da gastronomia concedido pela UNESCO, em 2015.

A Prefeitura de Belém, ainda segundo Freitas, vai permanecer incentivando a comida popular a partir da qualificação das boieiras, uso de uniformes padronizados e maior controle no manuseio e higienização dos alimentos. A coordenadora do festival, Osvaldina da Silva Ferreira, que é cozinheira no Ver-o-Peso há 47 anos, diz que todas as boieiras têm suas qualidades, seus temperos e suas criatividades na hora de fazer uma receita nova ou recriar um prato com produtos genuinamente paraenses.

Nesta edição do Ver-a-Boia estavam no cardápio “Isca de Filhote empanado com farinha de Piracuí” ou “Isca de Filhote acompanhada de arroz de tucumã e batata doce” ou ainda “Cubinhos de porco acompanhados de arroz paraense e farofa”. Todos os pratos foram criados especialmente para o festival.

A boieira Osvaldina Ferreira acredita que o dom da culinária é hereditário. “Eu já formei minhas filhas aqui na barraca e estamos firmes na busca de novas qualificações”, disse orgulhosa. “Minha filha está indo para Porto Alegre, mostrar nossa comida. Isso é uma felicidade muito grande”, completou. Para o III Festival do Ver-a-Boia, Osvaldina preparou uma chapa mista com camarões e caranguejos e muitos petiscos que ela aprendeu durante sua qualificação com o Chef Felipe. “Eu procuro sempre aprender para oferecer o melhor cardápio aos meus clientes”, disse.

Já a boieira Kely Ferreira apresentou Isca de Filhote empanado com farinha de Piracuí, produto muito comum na região do município de Santarém, oeste paraense. Outra receita do festival foi o Filhote acompanhado de molho verde e arroz de Tucumã, uma fruta originária da ilha de Marajó. A batata doce também estava no prato, mas em tiras finíssimas fritas em óleo especial. “Eu fiz a receita em casa como experimento e ficou muito gostosa, então, estou apresentando aqui no festival”, contou Mariana Campos.

O estreante no festival foi o boieiro Edson Rodrigues, que cresceu no Ver-o-Peso acompanhando a mãe, segundo ele, especialista em porco assado de panela. A iguaria virou tradição na barraca do rapaz. Para o festival, Edson apresentou o prato de porco assado acompanhado de arroz paraense e farofa. “Tá saindo bastante”, disse, sem esconder a felicidade traduzida no largo sorriso.

O festival tem público fiel. O casal Ivan Tavares e Lúcia Rodrigues estava na fila aguardando para saborear o porco assado de panela. “Eu gosto muito da comida daqui, especialmente o porco, tanto que frequento a mesma barraca há anos”, disse Ivan Tavares. O preço médio de R$ 10,00 e R$ 15,00 das refeições no Ver-o-Peso é apenas um dos motivos que levam milhares de pessoas ao local diariamente. E neste feriado de 1º de maio com clima favorável e sem chuvas, muita gente saiu de casa com a família para aproveitar as delícias da culinária paraense. Todas as barracas identificadas com selo do festival estavam lotadas. A expectativa era dobrar o faturamento durante o feriado.

Por Selma Amaral
Ver-a-Boia apresenta novos sabores da culinária paraense e vira atração no feriado Ver-a-Boia apresenta novos sabores da culinária paraense e vira atração no feriado Reviewed by Redação on maio 01, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Politics

Image Link [https://3.bp.blogspot.com/-pPtCwQC8hGQ/Wt6OWzmA21I/AAAAAAAACZE/thvhlaJxSkU5SnmsOcMgG31hejZbFJneACLcBGAs/s1600/alechandre.jpeg] Author Name [Redação] Author Description [Publicamos as últimas notícias do Pará, Brasil e do Mundo.] Facebook Username [xandicoviana] Twitter Username [xandicoviana] GPlus Username [+xandicoviana] Instagram Username [xandicoviana]